TCC - Terapia Cognitivo-comportamental

A terapia cognitiva comportamental trabalha para resolver os problemas atuais e mudar o pensamento e comportamento disfuncionais. O nome se refere a uma combinação de princípios comportamentais e da teoria cognitiva. Esta técnica reconhece que pode haver condutas que não podem ser controladas por meio do pensamento racional, mas surgem com base no condicionamento prévio do meio ambiente e outros estímulos externos e/ou internos. O terapeuta cognitivo-comportamental estrutura o tratamento de forma colaborativa e conduz as sessões com efetividade integrando a reestruturação cognitiva e a psicoeducação, com o objetivo de gerar esperança, aumentar o processo de aprendizado e auxiliar os pacientes na construção de estratégias efetivas de enfrentamento.

 

Análise do Comportamento

A análise do comportamento é uma ciência natural, formulada pelo psicólogo americano B. F. Skinner, que estuda o comportamento humano a partir da interação entre organismo/ambiente e as suas relações funcionais. Nesse sentido o comportamento é entendido como uma relação interativa de transformação mútua entre o organismo e o ambiente que o cerca, na qual os padrões de conduta são naturalmente selecionados em função de seu valor adaptativo. Trata-se de uma aplicação do modelo evolucionista darwinista ao estudo do comportamento que reconhece três níveis de seleção: o filogenético, o ontogenético e o cultural.

 

Psicologia Positiva

A psicologia positiva surgiu nos Estados Unidos, na virada do século XX, com publicações de Martin Seligman, entre outros autores. A psicologia positiva busca o mérito de resgatar um caráter preventivo, sendo de extrema utilidade no desenvolvimento de políticas de promoção no campo da saúde mental e na sociedade como um todo. Através do minucioso estudo das qualidades pessoais e da virtude cívica, a psicologia positiva vem colaborar para que as ciências sociais possam se tornar uma força positiva para se entenderem e promoverem as mais elevadas qualidades da vida social e pessoal. O florescimento, mais que um aperfeiçoamento pessoal, também pode ser extendido à promoção de instituições positivas e políticas públicas voltadas para o bem-estar.

 

Neuropsicologia

A neuropsicologia estuda a relação entre processos psicológicos e comportamentos específicos. É um campo experimental da psicologia que tem como objetivo compreender como o comportamento e a cognição são influenciados pelo funcionamento do cérebro. Também está relacionada com o diagnóstico e tratamento de disfunções comportamentais e cognitivas, bem como, de lesões neurológicas. Compartilha conceitos e interesses com neuropsiquiatria, neurologia e biologia. 

 

TE - Terapia do Esquema

A terapia do esquema foi desenvolvida pelo autor Jeffrey Young para o tratamento de transtornos de personalidade e uma ampla variedade de problemas clínicos. A terapia do esquema é uma psicoterapia integrativa e combina teoria e técnicas de terapias já existentes, incluindo a terapia cognitivo-comportamental, psicodinâmica, teoria do apego e gestalt. A terapia é estruturada e sistemática, além de ser particularmente sensível e humana. O objetivo da terapia é substituir estilos desadaptativos por outros mais saudáveis, que possibilitem aos indivíduos atender a suas necessidades emocionais mais importantes.

ACT - Terapia de Aceitação e Compromisso

A terapia de aceitação e compromiso (ACT) é uma intervenção psicológica com base empírica que utiliza a aceitação e o mindfulness com as estratégias de mudança de comportamento objetivando aumentar a flexibilidade psicológica. Essa abordagem foi desenvolvida por Steven Hayes, Kelly Wilson e Kirk Strosahl. Para esses autores o sofrimento psicológico é consequência do modo como a pessoa se relaciona com a sua atividade cognitiva e demais eventos internos, desta maneira, o conceito de psicopatologia residiria na inflexibilidade psicológica. A terapia de aceitação e compromisso, como o nome já diz, busca a aceitação daquilo que não temos controle e o compromisso de praticar ações significativas, de modo a buscar uma vida significativa.

TCD - Terapia Comportamental Dialética
A terapia comportamental dialética é um tratamento cognitivo-comportamental que foi originalmente desenvolvido para indivíduos com transtorno de personalidade borderline. Além disso, as pesquisas têm mostrado que é eficaz no tratamento de uma ampla gama de outros transtornos, tais como a dependência química, depressão, transtorno de estresse pós-traumático e transtornos alimentares. Essa abordagem foi desenvolvida pela autora Marsha Linehan com base na ciência comportamental e propõe uma terapia organizada e sistemática integrando elementos da psicodinâmica, centrada na pessoa, gestalt e estratégias paradoxais.

TAC - Terapia Analítico-comportamental
A terapia analítico-comportamental tem uma forte base experimental e sua origem na direção filosófica e conceitual do Behaviohismo Radical. Essa terapia busca analisar a relação entre os comportamentos do indivíduo e o ambiente em que ele vive, e ajudá-lo a discriminar quais comportamentos estão sendo mais ou menos adaptativos, a partir da identificação das consequências reais destes comportamentos e da função deles em sua vida. O indivíduo é tratado como agente mais ativo no seu processo terapêutico. O objetivo da terapia é torná-lo capaz de manter comportamentos mais saudáveis, que lhe tragam menos sofrimento e mais reforçadores positivos.

TFC - Terapia Focada na Compaixão
A terapia focada na compaixão foi desenvolvida pelo autor Paul Gilbert e busca integrar técnicas da terapia cognitivo-comportamental com os conceitos da psicologia evolutiva, psicologia social, psicologia do desenvolvimento, budismo e neurociência. A técnica terapêutica central é o treinamento da mente compassiva, que ensina as habilidades e atributos de compaixão, bem como, ajuda a transformar os padrões problemáticos de cognição e emoção. Esse treino envolve atividades específicas, especialmente aquelas que influenciam na regulação de afeto.

Mindfulness
Mindfulness é uma prática dirigida a percepção e ampliação de pensamentos e sensações que ocorrem no momento presente, sem julgamento e de forma não reativa. O termo mindfulness provém da filosofia oriental e é um elemento essencial da prática budista. Mindfulness seria um estado de presença mental e atenção plena que busca promover o bem-estar do indivíduo. A prática de mindfulness está sendo empregada em psicologia para aliviar uma variedade de condições físicas e mentais, incluindo transtorno obsessivo-compulsivo, ansiedade e na prevenção de recaída da depressão e da dependência química.

karlahausen@me.com          

 

21 98101-1152

 

Karla de Almeida Hausen

CRP-05/47156

© 2015 by Karla Hausen

Entre em contato ou agende agora sua consulta!

Flamengo 

Próximo ao Metrô do Largo do Machado  

Niterói

Icaraí - Rua Miguel de Frias

  • LinkedIn Social Icon